(© 1997-2008 by Francisco Panizo Beceiro)

Se você quer uma Ajuda Específica para o seu caso, proceda como indicado:
clique Suporte, e envie a sua dúvida (para cadastrados no CLUBE DO HELP DESK)
ou envie sua dúvida para nosso Super Fórum )

EsportesMotor - Notícias sobre quase 100 categoria

Seção Windows da abcDICAS.com.br
Usando o REGEDIT

Muitas vezes algo acontece de errado em nosso Windows. Um programa que teima em não rodar, com uma mensagem de "Biblioteca xxxxx.dll não encontrada" ou então é um programinha chato que toda a vez que você liga seu micro, ou dá um boot nele, teima em aparecer - e você tem que ir lá no ícone e mandar fechar. Você já procurou onde pode estar o erro, ou onde o Windows teima em ir buscar algo que não se encontra no grupo INICIAR, mas não encontrou.

Outras vezes você instala um programa, configura ele num micro, e para fazer a mesma configuração em outro micro tem que fazer tudo novamente.

Bom a resposta nestes casos quase sempre passa pelo REGISTRO do Windows. E o programa que deve ser utilizado para editar esse REGISTRO chama-se REGEDIT (na verdade é o arquivo regedit.exe), que fica no diretório do Windows. O problema que esse REGISTRO guarda todas as configurações, de todos os software e hardware que você instalou em seu micro, desde que você instalou o Windows nele. Assim qualquer passo em falso... pode ser o fim de seu Windows - toca a reinstalar tudo novamente.

Para evitar as falhas, que acontecem por desconhecimento de cada função do REGEDIT, estamos detalhando as funções mais usuais que esse pequeno utilitário permite. E para garantia maior ensinamos também como salvar e recuperar o REGISTRO, para aqueles momentos em que tudo dá errado mesmo!

O Editor do Registro é uma ferramenta avançada que permite alterar configurações no Registro do sistema, o qual contém informações sobre a execução de seu microcomputador. Geralmente, é recomendável utilizar os controles do Windows para alterar as configurações do sistema. Você não deve editar o Registro, a menos que seja absolutamente necessário. Se ocorrer um erro no Registro, seu computador poderá não funcionar. Se isso acontecer, você poderá restaurar o Registro ao estado em que você iniciou o computador com êxito pela última vez. Veja como restaurar o último REGISTRO FUNCIONAL mais abaixo.


JANELA DO REGEDIT mostrando uma ramificação (sob o super ramo HLM) aberta

Esta é a janela do REGEDIT, o Editor do Registro do Windows.

Na janela esquerda aparecem as ramificações do REGISTRO - repare como a ramificação aberta (ou selecionada) é indicada pela PASTA ABERTA, e seu conteúdo - as CHAVES que a compõe - aparece na janela direita.

Na Barra de Status aparece o nome completo da RAMIFICAÇÃO que está aberta (selecionada)


Principais CHAVES do REGISTRO:

São seis as chaves principais do REGISTRO:

  • HKEY_CLASSES_ROOT;
  • HKEY_CURRENT_USER;
  • HKEY_LOCAL_MACHINE;
  • HKEY_USERS;
  • HKEY_CURRENT_CONFIG;
  • HKEY_DYN_DATA;

Cada uma delas tem uma função bem definida na estrutura desse sistema operacional da Microsoft. Uma das que mais são utilizadas pelos usuários, quando resolvendo problemas, é a HKEY_LOCAL_MACHINE, pois é nela que se encontram, por exemplo, as chaves que cuidam do que se carrega junto com a inicialização do micro.

Essas chaves, mais específicas, são:

  1. HKEY_LOCAL_MACHINE \Software \Microsoft \Windows \CurrentVersion\Run
  2. HKEY_LOCAL_MACHINE \Software \Microsoft \Windows \CurrentVersion \RunOnce
  3. HKEY_LOCAL_MACHINE \Software \Microsoft \Windows \CurrentVersion \RunServices
  4. HKEY_LOCAL_MACHINE \Software \Microsoft \Windows \CurrentVersion \RunServicesOnce

A primeira é onde se gravam as chamadas para os software que executam sempre que se liga o micro; a segunda para os software que devem rodar apenas na próxima vez que se der um boot (onde você acha que ficam as chamadas dos programas de instalação que precisam de dar um boot para completar a instalação?); a terceira e a quarta tem a mesma aplicação que as anteriores, porém são mais utilizadas por certos serviços especiais que alguns utilitários necessitam.
São nas duas primeiras que em geral se escondem as chamadas para execução automática dos vírus de computador e/ou dos worms.


As principais funções do REGEDIT:

Entre as principais funções que o Editor de Registro (REGEDIT) permite destacaremos as seguintes, que serão tratadas mais detalhadamente nos respectivos itens:
  1. Criar backup / restaurar um backup;
  2. Criar / alterar / deletar chaves e valores;
  3. Restaurar o REGISTRO ao seu último estado funcional;

Antes de iniciar a detalhar as suas principais funções, precisamos saber como executar o REGEDIT. Isso é possível, de maneira geral, utilizando uma das duas alternativas abaixo:

  • Através do menu Iniciar:
    Clica-se no botão INICIAR e seleciona-se a opção EXECUTAR;
    No campo Abrir digita-se REGEDIT;
  • Através do Windows Explorer ou do Meu Computador:
    Inicia-se o Windows Explorer ou o Meu Computador;
    Navega-se até o diretório \WINDOWS;
    Seleciona-se o arquivo REGEDIT.exe e dá-se um duplo clique sobre ele;

No restante desta página espera-se que o REGEDIT já esteja rodando antes de iniciar o primeiro passo...

Criando Backup do REGISTRO:

  1. Na coluna de chaves selecione a partir de qual chave se deseja fazer o backup
    se selecionada a chave MEU COMPUTADOR então todo o REGISTRO será backupeado;
    se selecionado um dos ramos, em qualquer nível, então somente aquele ramo, e seus sub-ramos, é que serão backupeados;
  2. Selecione o menu REGISTRO * EXPORTAR ARQUIVO DO REGISTRO;
  3. Navegue até onde você deseja gravar o backup;
  4. Digite um nome que represente o que você está fazendo, se possível indicando qual ramificação está sendo backupeada;
  5. Não deixe de confirmar que na parte inferior da janela, denominada Intervalo de Exportação, esteja indicada a ramificação correta (por exemplo: HKEY_USERS\Software);
  6. Pressione o botão [SALVAR];

Os backups do REGISTRO, ou de alguma ramificação específica dele, sempre aparecerão com a extensão REG.

Restaurando o Backup no REGISTRO:

  1. Navegue até a pasta onde está o arquivo de backup do REGISTRO, ou da ramificação que você deseja restaurar;
  2. Selecione o arquivo REG adequado;
  3. Dê um duplo clique sobre o mesmo;
  4. Confirme que deseja realizar a operação em curso, clicando no botão [SIM]
    em caso de engano, ou dúvida, é melhor clicar no botão [NÃO] imediatamente; 
  5. Clique no botão [OK] para encerrar a operação do REGEDIT;
  6. Dê um boot em seu micro, para carregar o novo REGISTRO;

Atenção: perceba que SEMPRE a restauração será feita sobre a versão atual de seu REGISTRO, obviamente sobrescrevendo todo o REGISTRO ou toda a RAMIFIFICAÇÃO original; se nessa ramificação gravada anteriormente não estiverem registrados software recém instalados, ou hardware idem, você perderá condição de execução desses recursos, devendo reinstalar tudo que foi instalado APÓS a data de gravação desse backup; então lembre-se de não guardar backups muito antigos, pois poderás ganhar belas dores de cabeça se algo muito desatualizado for recuperado.

Alterando Chaves e Valores do REGISTRO:

  1. Vá abrindo as ramificações do REGISTRO, dentro da ramificação desejada, clicando com o ponteiro do mouse sobre o sinal de [+] no lado esquerdo de cada ramificação;
  2. Quando encontrada a ramificação correta, clique na chave que você quer, na coluna NOME, para selecioná-la;
    1. Se você quiser alterar seu valor:
      1. Dê um duplo clique sobre a chave desejada;
      2. Na janela Editar Seqüência que se abre digite o valor correto para essa chave;
    2. Se você quiser deletar essa chave:
      1. Pressione a tecla [DEL] e confirme a exclusão; ou
      2. Selecione o menu EDITAR * EXCLUIR; ou
      3. Clique com o botão direito do mouse e selecione a opção EXCLUIR;
    3. Se você quiser renomear a chave:
      1. Pressione a tecla [F2]; ou
      2. Selecione o menu EDITAR * RENOMEAR; ou
      3. Clique com o botão direito do mouse e selecione a opção RENOMEAR;

Restaurando o Último REGISTRO FUNCIONAL:

Se você desejar recuperar o último REGISTRO FUNCIONAL, isto é o último REGISTRO que conseguiu dar um BOOT NORMAL, então siga as etapas abaixo:

  1. Clique em Iniciar e, em seguida, clique em Desligar;
  2. Clique em Reiniciar o Computador em Modo MS-DOS;
  3. Clique em Sim;
  4. No prompt do MS-DOS digite o comando: SCANREG /RESTORE
  5. Reinicie seu computador.

    Perceba com clareza que será recuperada a última versão que conseguiu dar um boot que o Windows considerou totalmente funcional, mesmo que não o pareça para você. A regra é bem simples, e você deve prestar muita atenção: se o computador NÃO entrou em MODO DE SEGURANÇA após o boot, então o Windows considera este um boot NORMAL, e grava automaticamente uma cópia desse REGISTRO dentro de uma pasta especial do sistema. É esse REGISTRO, atualizado a cada boot normal do Windows, que será utilizado pelo comando SCANREG /RESTORE.


Lembre-se sempre: mexer com o REGISTRO do Windows pode ser muito excitante, ou arriscado, só vai depender de você!

Leia também: Dicas Práticas para o seu REGISTRO!


[voltar]


| Home |